• Anais do 1º Encontro sobre combustível e biocombustível
    v. 5 n. 1 (2019)

    O 1º Encontro sobre Combustível e Biocombustível tem como principal objetivo apresentar os resultados dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos do 7º e 8º semestres do curso de Engenharia Química da Faculdade de Americana, dentro da disciplina de Petróleo, Gás e Biocombustíveis.

    Durante o encontro discutiu-se sobre processos de obtenção e aplicação de combustíveis fosseis e biocombustíveis, contando com as palestras intituladas: “Do poço ao posto, uma visão da cadeia do petróleo no Brasil”, proferida pelo Eng. Tiago Marques Scomparim Engenheiro de Processamento Sênior da Petrobras, e “Obtenção de Energia a partir do tratamento de esgoto sanitário”, proferido pelo Eng. MsC. Elias Takeshi Matsuo Fundado e responsável pela área de projetos da empresa Monera Soluções Em Tratamento De Efluentes. Na mesa redonda foram debatidos os “Desafios e projeções para o setor”, discutindo projeções para a exploração de petróleo, com o advento do pré-sal, e papel dos biocombustíveis na matriz energética brasileira.

    O 1º Encontro sobre Combustível e Biocombustível, um encontro piloto interno; que contou com a presença de 29 alunos do 7º e 8º semestres do curso de Engenharia Química, dos quais todos fizeram parte da comissão organizadora deste evento. Foram desenvolvidos seis trabalhos sobre os temas de combustíveis fósseis e biocombustíveis, dos quais dois focaram em subprodutos do petróleo GLP (Gás liquefeito de petróleo) e rerrefino de óleo lubrificante e quatro avaliaram processos envolvendo biocombustíveis. Três trabalhos avaliaram a possibilidade de implantação de processos em Americana e região, como produção de biodiesel de óleo de cozinha, rerrefino de óleo lubrificante e produção de etanol de primeira geração considerando condições de solo e cana-de-açúcar ricos em alumínio, um elemento que em excesso pode ser tóxico ao processo. Um trabalho apresentou uma avaliação sobre produção de hidrogênio a partir da glicerina, subproduto da produção de biodiesel da planta de Montes Claros, possibilitando a geração de energia para suprir integralmente um município de 6.000 habitantes próximo de Montes Claros. Outros trabalhos trouxeram uma visão geral sobre o processamento térmico do bagaço de cana-de-açúcar e sobre GLP, conceitos e perspectivas futuras.

    Os trabalhos sobre produção biológica de hidrogênio e produção de etanol de primeira geração foram eleitos como melhores pôster e trabalho, respectivamente.

    Os resumos dos trabalhos apresentados no 1º Encontro sobre Combustível e Biocombustível são apresentados neste ANAIS.