A MANIFESTAÇÃO CULTURAL NO PROCESSO DA TAREFA TRADUTÓRIA DE POESIAS

  • Douglas Fonseca FAM - Faculdade de Americana

Resumo

Johann Wolfgang von Goethë (1749-1832), escritor e tradutor alemão, dizia que a tradução assume um grande papel na aprendizagem de línguas estrangeiras e no conhecimento da própria língua. O ato de traduzir, assim, não está reservado apenas aos especialistas, por tratar-se justamente do campo diverso da linguagem. Portanto, esse artigo tem como objetivo analisar alguns métodos de tradução, os quais operam fundamentalmente no campo da linguagem e a cultura que a envolve. Para isso, recorreu-se à investigação de estudos relevantes que dizem respeito à tarefa tradutória – sobretudo os conceitos de domesticação e estrangeirização teorizados por Lawrence Venuti – e a analises e comparações das traduções de “O Corvo”, de Edgar Allan Poe, feitas por Machado de Assis e Fernando Pessoa. Assim, percebeu-se que em uma tradução – especialmente em obras poéticas, onde a sensibilidade do eu lírico deve ser considerada o núcleo da poesia – o que realmente importa é o queoi dito e não exatamente como foi dito, levando em consideração a cultura e os aspectos sociais incluídos na obra.

Publicado
2020-06-29