A realidade das cooperativas de reciclagem integrantes do Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Campinas - SP

João Luiz Pegoraro, Adailton Conceição Souza, Rogéria Maria de Oliveira

Resumo


A geração dos resíduos sólidos é problema socioambiental contemporâneo agravado pela própria essência do modelo socioeconômico, baseado na intensa produção, consumo e descarte dos mais diferentes bens. No Brasil, a legislação tem incentivado ações que envolvam o reaproveitamento e a reciclagem dos resíduos, como a organização de cooperativas de catadores. Neste artigo, a partir de levantamento in loco, traçou-se um quadro da atuação de cooperativas e associações de reciclagem de sete municípios integrantes da Região Metropolitana de Campinas - SP organizados em consórcio (CONSIMARES). Na maioria dos municípios, cujas cooperativas foram pesquisadas, a coleta seletiva é apenas parcial e as cooperativas apresentam atuação precária, com repasses financeiros aos cooperados cujos valores apontam para o subemprego.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.