A metodologia de projetos como uma alternativa para ensinar estatística no ensino superior focando aspectos afetivos presentes na relação professor-aluno na formação do profissional nutricionista.

Gislaine Fagnani Costa

Resumo



RESUMO

Tendo em vista a mudança dos paradigmas científicos que procuram ressignificar o papel das emoções no pensamento humano e acreditando na interação entre cognição e afetividade, o objetivo deste trabalho foi investigar a metodologia de projetos como uma alternativa para ensinar estatística no ensino superior focando aspectos afetivos presentes na relação professor-aluno na formação profissional do nutricionista. O trabalho de campo dessa pesquisa qualitativa foi realizado num curso de Nutrição, em uma instituição particular de ensino da cidade de Campinas-SP, sendo caracterizado pelo desenvolvimento de um projeto interdisciplinar integrando as disciplinas de Saúde Pública, Avaliação Nutricional e Bioestatística. O material que originou a análise foi constituído pelas observações dos depoimentos das alunas e da pesquisadora em caderno de campo. A análise interpretativa dos dados trouxe indícios que o trabalho realizado propiciou às alunas do curso a compreensão e aplicação de conceitos estatísticos em situações semelhantes às do exercício de sua profissão. Foram constituídos valores e significados que fundamentam o aprendizado desses conceitos, contribuindo para que as alunas se tornassem, no curso superior, protagonistas do processo ensino-aprendizagem, promovendo-se a mobilização, modificação e ressignificação de fatores sociais e afetivos, crenças e atitudes negativas com relação à matemática, adquiridas ao longo da escolaridade.

Palavras-Chave: educação estatística, metodologia de projetos, afetividade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.